As Forças Armadas, em colaboração com o IBAMA e a Polícia Federal, desmontaram cinco acampamentos nos garimpos Feijão Queimado e Hakoma, localizados na região de Surucucu, na Terra Indígena Yanomami (TIY).

A operação ocorreu na sexta-feira (21) e no sábado (22), resultando também na inutilização de nove motores e cinco geradores de energia utilizados nas atividades ilegais.
Esta ação integra a Operação Catrimani II, coordenada pelo Ministério da Defesa e articulada com a Casa de Governo, que supervisiona as ações do Governo Federal na TIY.

De acordo com o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), ligado ao Ministério da Defesa, os alertas de garimpo na TIY caíram de 378, entre janeiro e abril do ano passado, para 102 no mesmo período de 2024, representando uma redução de 73%.

A operação contou com a participação de um helicóptero Super Cougar da Marinha, 12 militares das Forças Armadas, dois agentes do IBAMA e dois agentes da Polícia Federal.

Desde o início da Operação Catrimani II, em março de 2024, foram destruídos 147 acampamentos, apreendidas 27 armas, inutilizadas 12 aeronaves e 33 balsas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *